E o Galo Cantou!


E o Galo Cantou!


         A queda é conseqüência de erros anteriores. Nosso futuro será aquilo que fizermos hoje (lei da semeadura). Por 39 dias Jesus jejuou, mas o conflito principal foi no quadragésimo dia. O que fizermos nos 39 dias, determinará nossa vitória ou derrota, no último e grande dia da prova.

Jesus, antes de ser preso, julgado e condenado à morte, falou abertamente com seus discípulos (Mateus 26: 31-75). Ele avisa que será morto e que eles iriam se escandalizar com ele.

A palavra usada por Jesus no grego (“escandalizareis”), significa “ser apanhado”, “cair” e usado simbolicamente com o sentido de “pecar”.

Pedro, demasiadamente confiante disse: “Ainda que venhas a ser um tropeço para todos, nunca o serás para mim”. A confiança só é ruim quando ela não é verdadeira, pois o resultado é a queda.

“Pedro estava disposto a admitir debilidade da parte de outros, mas não em si mesmo”

Jesus replicou-lhe: “Em verdade te digo que, nesta mesma noite, antes que o galo cante, tu me negarás três vezes”. Jesus expõe, sem meio termo, a Pedro – Tu me negarás! Ele que havia visto Jesus curar cegos, paralíticos, surdos, ressuscitar os mortos, que até mesmo chegou a andar sobre as águas, mesmo que por pouco tempo.

         Disse-lhe Pedro: “Ainda que me seja necessário morrer contigo, de nenhum modo te negarei”. Pedro foi exposto na frente de todos os discípulos! Assustado com tal afirmação, ele rapidamente contradiz o que Cristo falou. E foi mais além, dizendo que se necessário fosse, morreria também!

         Logo em seguida, Jesus sobe ao monte Getsêmani, e diz para seus discípulos “vigiai comigo”. Todavia, após passar alguns momentos em oração, Jesus “volta-se para seus discípulos, achou-os dormindo; e disse a Pedro: Então, nem uma hora pudestes vós vigiar comigo?

Aquele que “jactou-se” dizendo que morreria junto com Jesus, não conseguiu vigiar nem sequer uma hora!

         Ora, Pedro acabara de ser alertado sobre o “canto do galo”, e disse ainda que, se fosse preciso, MORRERIA com Jesus; MAS não conseguiu vigiar durante uma hora!

         Quantos estão dormindo? Quantos “Pedros” há por aí? A Palavra de Jesus não se calou em nossos dias! Vigiai e orai! Muitos possuem uma AUTO-CONFIANÇA imensa que acaba por levar a caminhos tortuosos, ao sono espiritual, à negação da verdade.

         Mas Jesus os repreendeu, ressaltou que enfim vigiassem, e voltou a ter com Deus. Quando ele voltou, “achou-os outra vez dormindo” e por mais incrível que possa parecer, Jesus deixa-os novamente e, ao voltar, pela terceira vez, encontra-os dormindo! Três vezes!

Antes mesmo de Jesus ser preso, Pedro o negou três vezes enquanto dormia, ao invés de interceder por Ele. Mais tarde, o negou três vezes dizendo “este homem não conheço”.
        
         Jesus então é preso, julgado e condenado. No andamento dos acontecimentos, Pedro o seguia de longe. Este seguir de “longe” nada mais era do que a conseqüência daquilo que Pedro acabara de plantar.

         Então Pedro foi questionado três vezes, e as três ele negou que conhecia Jesus ou que fosse seu discípulo. Após isto, o galo cantou!

         O galo cantou e continua cantando até hoje. Quando nós nos eximimos das ordenanças de Cristo, e quando não ficamos alertas no contexto em que estamos inseridos - o galo canta.

         Lucas 22:61 diz: “Então voltando-se o Senhor, fixou os olhos em Pedro, e Pedro se lembrou da Palavra do Senhor”. O problema está EXATAMENTE aí! Só lembramos quando já aconteceu!

         A conseqüência desta troca de olhares, até porque tudo que deveria ser falado já havia sido dito, foi que Pedro chorou amargamente. Ele se arrependeu.

“A possibilidade de uma vida ainda maior e mais triunfante vem através do arrependimento”

         Algum tempo depois, ele e João subiam para o Templo, ao verem um mendigo, paralítico de nascença pedindo esmolas, Pedro fixou os olhos nele e disse: “Ouro e prata eu não tenho, mas aquilo que tenho te dou, levanta e anda”.

“Talvez, ainda estava na memória de Pedro aquele olhar de Jesus”

O mesmo Pedro que dormiu três vezes, ao invés de interceder e que negou Jesus três vezes é o mesmo Pedro que passou a exalar o amor e poder de Jesus.

Tudo isto, porque o galo cantou, e trouxe à memória de Pedro a Palavra de Jesus - arrependeu-se e finalmente, passou a caminhar com firmeza em Cristo, estava finalmente pronto, até para caminhar de fato sobre as águas!


Em Cristo Jesus, que diz a todos: “Vigiai e orai comigo”.


Brasília – 2011

Alexandre Buth

Nenhum comentário:

Postar um comentário